Ana Lucia Teixeira Enoturismo Vinhos

Vinícola Monte da Raposinha

Vinícola Monte da Raposinha
Ana Lucia Teixeira
Escrito por Ana Lucia Teixeira

Vinícola Monte da Raposinha
Tive a alegria de participar de uma prazerosa degustação de vinhos e azeite da vinícola Monte da Raposinha, uma vinícola familiar, localizada no norte do Alentejo. A propriedade Monte da Raposinha conta com 150 hectares, dos quais 15 foram convertidos em vinha, mantendo o cuidado com a natureza e ecossistema através de uma viticultura sustentável e ecologicamente consciente.

Após vindimadas à mão, já na adega, todas as uvas são vinificadas separadamente, respeitando as características singular e varietal de cada casta. O resultado final de tudo isso? Vinhos alentejanos distintos, delicados, elegantes, frescos e gastronômicos. Um vinho para beber de joelhos. Agora o motivo do nome da vinícola e de alguns dos vinhos degustados? Vamos lá!

Quando criança Rosário Ataíde, foi carinhosamente apelidada pelo pai de “raposinha” ao vê-la brincando pelos campos da propriedade. Quando já crescida e atual proprietária, em homenagem ao pai e a toda família, decidiu chamar a vinícola e alguns vinhos de Monte Da Raposinha.

Com uma produção de 120.000 garrafas por ano, o rumo da gestão e enologia está atualmente entregue respectivamente ao filho de Rosário, João Nuno Ataíde e sua esposa, a enóloga Paula Bragança Ataíde.

Dos vinhos degustados que marcaram meu paladar

Raposinha Branco
Vindima manual – Arinto, Viosinho, Antão Vaz
100% fermentado e estagiado em cubas, esse é um vinho com autenticidade, que espelha a frescura e elegância do terroir. Bem jovem, fresco e versátil. Vai bem desde uma piscina até um peixe grelhado e salada.

ATHAYDE
RESERVA CHARDONNAY, Vindima manual – 100% Chardonnay, uma uva francesa em um vinho português, confesso que não me lembrava de ter degustado nada parecido, e foi o meu eleito da vinícola. Fermentado em cuba, estagiado em barricas usadas de 400L de carvalho francês, esse é bem mais complexo e elegante que o anterior. A barrica lhe acrescentou estrutura e complexidade tornando-o muito apto a pratos também mais intensos. Eu o repetiria por dias sem enjoar.

 


Furtiva Lagrima
eu o chamaria de “o bem amado”, pois sou apaixonada por essa uva e foi uma explosão de sabores, aromas, complexidade e sensações. Esse vinho apesar de oneroso, vale cada centavo investido para quem é fã dessa casta. Um vinho poderoso e intenso que mostra um lado fresco e balsâmico bem casado com o estágio em barricas novas de carvalho francês.
Vindima manual
– 100% Alicante Bouschet
– 100% fermentado em lagares.
– 100% estagiado em barricas novas de carvalho francês.
Lançado apenas em anos excepcionais, expressa o melhor da casta Alicante Bouschet e o melhor do Monte da Raposinha.

 

Provem e sejam felizes!
Vinícola Monte da Raposinha.

Por Ana Lucia Texeira
Instagram:  @anawine_

Leia também – Vinícola Undurraga – Chile

Sobre o autor(a)

Ana Lucia Teixeira

Ana Lucia Teixeira

Sou Ana,
WSET level 2 Award in Wines and Spirits,
ISG Intermediate wine
Expert des vins de Provence.
Sou mãe, feliz,licenciada em letras e educação física, apaixonada por vinhos, amigos, livros, boa gastronomia e atividade física. Wine influencers dona do perfil @anawine_ no Instagram. Meu interesse? Aprender, compartilhar conhecimento e provar novos rótulos sempre.